Becoming Zlatan | Documentário sobre o craque sueco

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

As grandes estrelas do futebol de duas décadas para cá são cercadas de glamour, flashes, papparazzis, redes sociais e muita falta de personalidade, principalmente ao abrir a boca para falar de alguma situação, ainda que seja algo sobre uma partida que acabou de acontecer, o que normalmente deveria ser sua zona de conforto. Podemos citar inúmeros exemplos: Ronaldo Fenômeno, Ronaldino Gaúcho, Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar. Porém dentro deste cenário que parece tão igual, uma figura muito famosa, diga-se de passagem, destaca-se da maioria: Zlatan Ibrahimovic. Provavelmente você já soube/viu/ouviu, além de uma jogada genial, alguma polêmica desta figura.
Porém o maior questionamento é: ele sempre foi assim ou os anos deram esta experiência e vivência?
Esta resposta você encontrará no documentário Becoming Zlatan (em tradução livre: Tornando-se Zlatan), produzido e dirigido pela dupla sueca Fredrik Gertten e Magnus Gertten, que estreou em 2016.
O filme acompanha três fases da vida do craque: seu começo no modesto Malmö (time sueco), a grande transferência para o Ajax (Holanda) e a porta de entrada para os grandes times europeus, a Juventus (Itália).

maxresdefault-19-300x169-6610171-7145908
Enquanto assistia as raríssimas imagens do jovem Zlatan fiquei me perguntando: porque tiveram a ideia de filmar esse cara tão jovem, sem ter a certeza que ele atingiria o estrelato? E a resposta é imediata e constante durante as quase 2 horas de filme: o cara tem personalidade. Muitos podem encarar como arrogância, e muitas vezes é, mas dizer que Ibra está na vala comum dos famosos seria burrice.
Desde muito cedo o garoto, que não ia para a escola e queria aprender outros idiomas para jogar futebol, já se posicionava de maneira forte, argumentativa, e certamente em rota de colisão com técnicos e dirigentes.

d01b7b3dca82587fac154b62562229087c64836e-300x225-4307231-8232595
A montagem do filme é ótima fazendo analogias. Por exemplo quando ele entrava em campo com o status de “Deus” no Malmö, e a sua primeira vaia na Arena do Ajax, e ele perguntava para si: “Estão me vaiando?”. O filme não é apresentado de maneira cronológica. Você vai e volta inúmeras vezes na adolescência enquanto ele jogava no computador, e enquanto era apresentando em uma coletiva de imprensa.
Participam do filme figuras importantes na trajetória de Zlatan: Leo Beenhakker, técnico do Ajax que convenceu o time a comprá-lo; Marco Van Basten, ídolo do time holandês; Mido, atacante egípcio que teve muitas desavenças com Ibra, além de dirigentes da Juventus de Turim.
Este filme é um prato cheio para quem gosta de futebol, e ótimo para quem adora boas histórias retratadas no cinema, somando-se a isto sua belíssima montagem.

duz01-300x169-8257400-8577360
Zlatan e seu pai, Šefik Ibrahimović

Zlatan, que depois trocou seu nome na camisa definitivamente para Ibrahimovic a pedido do pai, é uma das maiores figuras do cenário esportivo do século 21, um dos mais vitoriosos (afinal ganhou títulos nacionais por todos os clubes que passou, com exceção do Manchester United, ficando a eterna dívida consigo de nunca ter ganhado a UEFA Champions League), e o ponto fora da curva do futebol moderno, que está a passos largos acabando com este esporte tão apaixonante. Além de mostrar ao mundo que sim, é possível fazer história sendo autêntico.

Você pode conferir direto na plataforma Netflix.