Vocês tem algum quadrinhos polêmico ou de gosto bastante duvidoso em sua coleção? Você sabe, aquele que você sabe que nunca deveria ter saído para a luz do dia, mas que você mantém na sua prateleira por algum motivo obscuro? Veja nesse Black Box  (uma versão – quase – sem filtros das discussões de nosso grupo de mensagens)  como nossos intrépidos colaboradores começaram a comentar um post sobre o Festival de Angoulême e pararam em sua wish list pessoal de HQs vergonhosas.

(Hobbit comenta sobre a lista de ganhadores anteriores do Grand Prix do Festival de Angoulême)

Hobbit: realmente eu fiquei pensando que li que os caras são meio xenófobos, só dão prêmio pros franceses… mas vc olha a lista e até tem um número bom de estrangeiros

Ochôa: sabe que xenofobia fez eu largar de vez o Asterix

Raul Kuk: ô loko. Desenvolva

Ochôa: assim

desde que o Uderzo  assumiu após a morte do Goscinny a qualidade oscilava (o desenhista Alberto Uderzo e o escritor René Goscinny criaram Asterix em 1959) 

álbum bom, álbum ruim

A Rosa e o Gládio flertava com um feminismo equivocado pra cacete, tendo inclusive Asterix batendo em Falbalá e ela se apaixonado por ele

Na verdade era a Maestria, Ochôa, mas seu ponto é válido!

(errrrrrrrrr…)

ruim pra cacete

sigamos

veio a Galera de Obelix, que inseria magia na trama, algo que a série nunca usou antes

ficou esquisito, mas o principal problema era que o álbum era simplesmente…ruim

e finalmente veio O Dia que o Céu Caiu, que fez eu largar a série de vez

O gibi que partiu o coração do jovem Ochôa

eu não vou comentar, só vou narrar a trama, tirem suas próprias conclusões

está lá a aldeia e um dia chega um alienígena, um bichinho fofo e engraçado, à lá Mickey e Spirou

(não vou nem comentar o quão errado eu acho a inserção de um alienígena no cânone, enfim)

ele está com problema: seu mundo está sendo invadido por duas raças alienígenas rivais e estas mesmas raças podem chegar e invadir também a Terra, no caso a Gália

uma das raças são alienígenas supermusculosos de capa e colante, e com a cara do Schwazzenegger

a outra raça são criaturas de olhões e cabelos espetados, como mangás, que jogam raios e dão golpes gritando

cara, eu li isso

foi uma das poucas vezes que eu, que acho que em arte vale tudo etc., genuinamente me irritei lendo algo, pela visão míope e tacanha, por ser um personagem que eu gostava tanto

basicamente o álbum é sobre a invasão cultural da França, com os “alienígenas” americanos e japoneses querendo tomar conta na banca

(saco de vômito)

Hobbit: Eca

Ochôa: exatamente isso

Hobbit: Além da msg errada, parece bem ruim na execução mesmo

Ochôa: bom, vamos mostrar

Hobbit: Um pouco óbvio, não? E o alien japonês?

Ochôa: repare nas falas com sotaque do alien

Hobbit: C@$%&ho, que racista. Mais um pouco e chegava no Tintim no Congo

Ochôa: e Tintim no Congo é nos anos 30. Quando tudo bem tacar estereótipo pra cima e pra baixo… cara, esse álbum é de um grau de erro e equívoco absurso

Hobbit: É ainda dá pra assumir o discurso do “eles não sabiam o que faziam, outra época”

Hergé ensinando ao mundo sobre o Congo

Ochôa: na verdade era a norma cultural da época, então ok, não é o álbum EM SI que é racista, era toda a sociedade e contexto, agora, Asterix

álbum de 2004 (na verdade 2005, Ochôa, mas foi um bom chute!)

tomar no %&

inclusive na época o Sidão (editor de quadrinhos Sidney Gusmansentou o pau no álbum, disse que era inadmissível

e não adianta argumentar que o Uderzo é um senhor de idade, septuagenário na época, ele é assessorado por N pessoas, que tinham sim que cuidar para ele não dar essas presepadas

Hobbit: Cara, eu teria um álbum desses em casa só pra servir de exemplo da maluquice

Ochôa: eu também. sério, eu acho tão errado e equivocado, nível Frank Miller pós-2000

que se eu achasse baratinho em algum lugar, comprava só pra ter em casa e servir para ilustrar algum argumento

Raul Kuk: Olha…. Dá pra achar o Holy Terror baratinho, hein?

Ochôa: o quão baratinho?

(p%*a, Holly Terror dói na alma)

se eu tivesse que elencar quadrinhos que servem de exemplo, olha:

A “Wish List” do Ochôa

Raul Kuk: Pessoal do MBB me falou que tá 12 temers no site da Saraiva, mas não conferi

Hobbit: Um dia desses compro tb o gibi do Coronel Telhada

Raul Kuk: jesus amado

Hobbit: Mas só de pensar que 0,00000001 centavo vai pra algum lugar…

Melhor não

Minha coleção vai ter que ficar com essa lacuna

Raul Kuk: a lacuna não é na coleção

é na sua alma

Ochôa: esse nem eu ouso tocar

e isso que já li até o gibi Street Fighter da Escala

tenho medo que eu pegue algum cancro mole nas mãos

Raul Kuk: faça uns exames, amigo

só pra garantir

Autor: