Antes de falar sobre o imbróglio, vamos colocar um pouco de contexto aqui para aqueles que não estão acompanhando esta novela. Os direitos cinematográficos do Homem-Aranha e personagens relacionados estão com a Sony desde o fim dos anos 90. Há uma cláusula em seu contrato que diz que, se ela não fizer filmes em um determinado período de tempo, os direitos são revertidos para a Marvel, o que acabou gerando um reboot muito próximo à primeira trilogia e o consequente desgaste do personagem no mercado cinematográfico.

Depois de verem que seus filmes já não estavam mais gerando tanto hype, a Sony resolveu adotar duas táticas: aceitar um acordo com a Marvel para compartilhar o Aranha e fazê-lo participar do Universo Cinematográfico Marvel (UCM), que há quase dez anos é quase garantia de sucesso, e investir em filmes solo dos personagens relacionados a ele. O primeiro anunciado foi Venom, e também há planos para a Gata Negra e a Sabre de Prata.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar está sendo produzido em conjunto entre a Sony e os Estúdios Marvel. Durante a divulgação que já está rolando do filme, Kevin Feige, o homem-forte da Casa das Ideias no cinema, declarou que Venom não estava nos planos do estúdio para integrar o UCM. No vídeo abaixo, podemos ver a pergunta e resposta após os 9:58 minutos.

LIVE – Spider-Man : Monsieur Marvel vous répond !

LIVE – Spider-Man : Monsieur Marvel vous répond !

Posted by AlloCiné on Tuesday, 13 June 2017

 

Mais tarde, Amy Pascal, co-presidente da Sony Pictures e produtora de Homem-Aranha: De Volta ao Lar junto a Feige afirmou em entrevista que o filme de Venom se passaria no mesmo universo que estava sendo criado agora para o Cabeça-de-Teia.

Um detalhe que você pode ter notado é que Feige estava na mesma entrevista sentado ao lado dela e fez uma cara de quem estava ouvindo aquilo pela primeira vez na vida.

Erm… Oi?

Depois disso, a Internet entrou em polvorosa porque ela estaria contradizendo Feige. Mas as duas afirmações podem ser interpretadas como complementares à luz do que se sabe sobre os termos o contrato entre a Sony e a Marvel Studios. Vamos voltar um pouquinho para falar um pouco dele então.

Segundo fontes da Variety, o contrato entre as duas produtoras diria o seguinte:

A Marvel Studios não pagará pelos direitos de colocar o Homem- Aranha em “Capitão América: Guerra Civil” e a franquia dos “Vingadores” ou seus outros filmes de super-heróis, como parte de sua nova parceria com o estúdio, segundo fontes com conhecimento do acordo. Ao mesmo tempo, a Marvel não receberá uma parte da bilheteria de nenhum filme da Sony em que o Homem-Aranha aparece. A Sony não receberá uma porcentagem da receita que a Disney fizer com os filmes da Marvel tampouco.

Pode haver algumas oportunidades para que a Marvel se beneficie financeiramente dos filmes da Sony, com pagamentos ligados a certas metas de bilheteria. O relacionamento financeiro é comparado por fontes ao tipo de estrutura de compensação que um produtor receberia.

Ou seja, os filmes da Marvel são da Marvel e os da Sony são da Sony, com possibilidade de haver trocas de personagens entre os estúdios. Não vamos esquecer que o filme está sendo produzido em conjunto e que o poder de barganha do estúdio da Disney no momento de se tomar as decisões criativas do filme não deve ser pequeno dado que ele tem colecionado êxitos de bilheteria. Só o subtítulo De Volta ao Lar é o equivalente a chegar na casa da dona Sony, pegar uma cerveja na geladeira e trocar o canal que todo mundo estava assistindo, antes de subir para o quarto e dormir de sapato na cama.

Vamos então deixar um pouco de lado o que a gente leu na Internet e ver exatamente o que os produtores do filme afirmaram nos vídeos acima:

Kein Feige – Sem planos de incluí-lo [o Venom] no MCU no momento. Esse projeto é da Sony.
Amy Pascal – Esses filmes [derivados] agora acontecerão no mundo que estamos criando para Peter Parker. Quer dizer, serão adjuntos a ele, talvez em locais diferentes, mas ainda serão todos no mesmo mundo e serão conectados uns aos outros também.

Ambos estão afirmando duas coisas diferentes, a partir de suas perspectivas:

  • A Marvel considera o filme solo do Homem-Aranha como parte de seu universo. Os demais filmes da Sony são indiferentes para ela se não houver um acordo prévio.
  • A Sony considera que os derivados do Homem-Aranha serão parte da mesma realidade do filme solo. Talvez isso queira dizer que levem em consideração os fatos do MCU, mas não necessariamente.

Ou seja, o ponto de intersecção entre os dois universos é Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Peter Parker (interpretado por Tom Holland) poderia aparecer em um filme do Thor assim como da Gata Negra, mas aparentemente ainda não há conversas para se envolver outros personagens do Spiderverso no MCU e vice-versa. O Thor, portanto, não poderia aparecer no filme da Gata Negra, por exemplo.

O fato é que a Marvel não pode controlar o que a Sony faz com os filmes derivados do Homem-Aranha, mas eles poderão impactar diretamente no que está sendo feito no MCU, se houver uma relação feita pelo público. Isso por enquanto não parece abalar o clima de amizade dos dois estúdios, uma vez que eles já estenderam o contrato para pelo menos mais três filmes.

Dado o pioneirismo do acordo entre Sony e Marvel, só será possível saber se mais amigos do Amigão da Vizinhança poderão encontrar os personagens do MCU com o tempo. O que entrará de um lado na balança será o dinheiro que esses filmes podem fazer e no outro os egos de produtores, cineastas e executivos. Não duvido que isso aconteça, se for de interesse da Marvel. Só me resta desejar boa sorte aos advogados e roteiristas que terão que quebrar a cabeça para fazer essa gambiarra de patentes acontecer.

Reunião de advogados com roteiristas da Sony daqui a alguns anos.

[ATUALIZAÇÃO] Durante o fim-de-semana, o site ComicBook.com tentou apurar melhor o assunto perguntando diretamente aos envolvidos o que estava acontecendo.

O site entrevistou Feige e Pascal pedindo que eles esclarecessem a situação. Eles tiveram o seguinte a dizer:

“Eis o que estamos fazendo: todos esses personagens fazem parte do universo de quadrinhos da Marvel”, disse Pascal. “Neste universo, eles todos têm relação entre si. Kevin [Feige] faz os personagens no Universo Cinematográfico Marvel. Esses personagens são separados, exceto pelo Teioso, que pertence ao Universo Cinematográfico da Marvel, e é por isso que ele está lá”.

Apesar de não terem respondido claramente se isso queria dizer se Venom poderia ou não participar de um filme do Homem-Aranha, o site insistiu nessa questão, e Feige respondeu “nunca dizemos nunca”. E emendou que diria a mesma coisa se a pergunta fosse sobre personagens mais improváveis ainda, como o Superman. Respostas de sim ou não parecem não ser o forte da dupla.

Já o ator Tom Holland foi mais categórico em outra entrevista ao mesmo site, perguntado se Venom poderia dar as caras em um filme do Homem-Aranha:

Todo mundo está perguntando isso, cara. Não vai rolar.

Partindo desses esclarecimentos, o mais provável que tenha acontecido é que Pascal tenha comido bola ao afirmar, no vídeo acima, que Peter Parker poderia dar as caras em outros filmes do universo Sony.

Uma possibilidade menos provável, mas relevante levantar, é que ambos os produtores discordem sobre os termos do contrato e estejam sendo propositalmente vagos.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]