Em mais um chute da nossa sessão Flopa ou Não Flopa?, falaremos hoje sobre a nova aposta da DC nos cinemas: Shazam!

Pontos contra

Até 2008, a DC não podia reclamar da vida quando o assunto era cinema. Parte do conglomerado da Warner, eles já tinham lançado franquias cinematográficas de grande sucesso que se tornaram clássicos, como o Superman de Richard Donner, o Batman de Tim Burton e o recém-lançado Cavaleiro das Trevas, de Cristopher Nolan.

Mas aí a Marvel lançou sua fábrica de dinheiro seu universo cinematográfico com Homem de Ferro e elevou o padrão. O plano de lançar filmes que se relacionam e influenciam com vários heróis deu tão certo que a DC decidiu correr atrás e fazer seu próprio planejamento.

Claro que eles achavam que estavam por cima e queriam fazer tudo do jeito deles. Se Batman estava indo bem, então todos os filmes teriam que ter o mesmo jeito sombrio. O primeiro teste do universo DC foi com O Homem de Aço.

Como o filme não foi lá tão mal, decidiram entregar todo o planejamento do universo compartilhado na mão do diretor Zack Snyder e fazer tudo sombrio e triste. Isso resultou nos desastres de bilheteria e crítica Batman v Superman, Esquadrão Suicida e Liga da Justiça. Claro que culpar o diretor pelo fracasso é no mínimo injusto, mas quem acabou segurando o rojão foi ele. Desde então, os fãs recebem cada novo título da DC no cinema com desconfiança.

Pontos a favor

Quem salvou o universo DC no cinema foi ninguém menos que a Mulher Maravilha. O filme da amazona dirigido por Patty Jenkins agradou os fãs, e esse sucesso é creditado à cineasta e também o diretor criativo Geoff Johns.

Depois que chegou no estúdio, o quadrinista deu uma organizada na casa, com um tom mais leve. O diretor Zack Snyder chegou a ser mandado embora de Liga da Justiça depois que o filme já estava rodado, mas Joss Wheadon não chegou a tempo de evitar o desastre.

Não que ele tenha mandado despedir o Snyder, mas ele soube coordenar bem a mudança de rumos do estúdio. Sob a supervisão dele, Mulher Maravilha e Aquaman, se não são geniais, ao menos acertaram o rumo e agradaram.

Embora a situação ainda seja instável na Warner em relação aos filmes da DC e Johns também tenha sido sacado da posição de diretor criativo, a julgar pelos trailers, ele parece ter conseguido imprimir uma leveza em Shazam que combinou com o personagem e tem agradado.

Conclusão

Como eu disse, ainda é cedo para apostar em uma consistência nos filmes da Warner/DC, mas achamos que o filme está sendo bem recebido pelo que foi visto até agora. Para nós, Shazam não vai flopar!

E você, o que acha?